Sabores da Índia - Home

Pandano Odorífero

 

Especiaria:   

Pandano Odorífero

Planta:   

Pandano Odorífero

Nome Botânico:   

Pandanus odoratissimus L.; Pandanus fascicularis Lamk.

Género:   

Pandanus

Família:   

Pandanaceae

Porte:   

Árvore

Ciclo:   

Vivaz

Origem:   

Sul e Sueste Asiáticos

Distribuição:   

Cresce espontaneamente na sua região de origem. Na Índia abunda nas regiões costeiras oriental e ocidental e nas Ilhas Andaman, e é cultivado extensivamente no estado de Orissa

Partes Usadas:   

 Flores masculinas

O Pandano Odorífero é uma árvore com raízes aéreas, própria de climas quentes e húmidos, regiões pantanosas.
As flores masculinas têm um cheiro requintado, mistura dos odores da rosa e do éter.
O aroma é de tal modo cativante, que os locais lançam as flores nos poços, ou para perfumar a água, ou para disfarçar odores menos agradáveis.
Embora haja relatos do usos de flores secas, em pedaços, para aromatizar cozinhados, em especial no Sri Lanka, elas são um sabor típico da culinária do Norte da Índia, onde são usadas sob a forma de ?água? - kewra -, cordial e xarope. No Ocidente, estes produtos só podem encontrar-se em lojas de produtos orientais.
Na sua forma mais simplista, a ?água? - kewra - pode ser obtida por infusão, a frio, de flores em água, mas melhor é a que se aproveita como condensado da destilação de flores para lhes captar o óleo essencial.
O sabor é agradável, perfumado, doce e frutado.

 Óleo Essencial

As flores de Pandano Odorífero contêm um óleo essencial dominado pelo presença - 60 a 80 % - de éter beta-fenil etil metílico.
É ele o responsável pelos odor e sabor dos produtos derivados das flores: 'água' - kewra -, cordial, xarope.

Pandano - Flor

Dicionário

 Sabores da Índia - Home