Sabores da Índia - Home

Funcho

 

Especiaria:   

Funcho

Planta:   

Funcho

Nome Botânico:   

Foeniculum vulgare Mill.

Género:   

Foeniculum

Família:   

Apiaceae ou Umbelliferae

Porte:   

Herbácea

Ciclo:   

Anual ou bianual

Origem:   

Região Mediterrânica

Distribuição:   

A sua popularidade cresceu para norte durante a Idade Média, altura em que era de cultivo obrigatório nas hortas dos mosteiros. Ver Capitulare de villis.
Propagou-se também para leste, sendo actualmente indispensável na culinária da Ásia Oriental.
Hoje é cultivado nos Estados Unidos, na Inglaterra, e em toda a Eurásia temperada. Na Índia, o cultivo concentra-se sobretudo no Punjab, em Assam, Maharashtra e em Vadodara, no Gujarat.
Muito frequente em Portugal, no estado selvagem, nas sebes, entulhos, incultos, rochas e margens dos caminhos, sobretudo do norte e centro do Continente, e também cultivado.

Partes Usadas:   

 Sementes secas

As sementes, colhidas quando maduras, e depois secas, têm cerca de 6 mm de comprimento, e ostentam cinco costelas dorsais longitudinais salientes. Têm um sabor típico, doce e aromático, com traços de anis.
Devem preferir-se as que conservam a cor verde mesmo depois de secas, sendo certo que o verde brilhante é indicativo de uma boa qualidade.
Nalgumas regiões do Mediterrâneo, as sementes frescas de Funcho são tidas como um óptimo tempero para os Caracóis.

 Folhas frescas

Na Índia são usadas para aromatizar pratos de Peixe cozinhados a vapor.
Na Inglaterra, foram muito usadas a acompanhar Peixe. Dizia-se, numa crítica às desigualdades, que os pobres comiam o Funcho - que lhes lembrava o Peixe -, enquanto os ricos comiam o Funcho com o Peixe.
Em Portugal, são usadas, por exemplo, na Sopa de Funcho dos Açores.

 Caules frescos

Na Itália é muito cultivada a variedade Foeniculum vulgare Miller - var. dulce DC.
As bases dilatadas dos caules desta variedade formam uma espécie de bolbo, que tem, em cru, um sabor muito delicado a Anis, e é muito apreciado em saladas, consumindo-se, também, cozido, como acompanhamento.
Menos vulgar é a variante denominada, em italiano, carosella ou cartucci, de que, na Itália do Sul, são muito apreciados os caules descascados.

 Pólen

Na Itália e na Califórnia colhe-se o pólen das flores, trabalho meticuloso que justifica a raridade e o preço deste exótico produto.
Na Itália, chamam-lhe Especiaria dos Deuses, e o seu sabor tem notas distintas de agulhas de Pinheiro. É usado especialmente no Sul deste país, e adicionado sempre no fim da cozedura, ou misturado ao servir, para não perder o aroma delicado que tem.

 Óleo Essencial

As sementes de Funcho contêm 1 a 6 % de óleo essencial, cujos principais componentes são o anetol, de sabor açucarado - 50 a 80 % -, fenchona, se sabor amargo e acre - 5 a 20 % -, e limoneno - cerca de 5 %.
Usado em aromaterapia.

Propriedades:   

Carminativo, diurético, estimulante, estomáquico, e expecctorante

Notas:   

No sul de Portugal, existe a variedade Foeniculum vulgare Miller - var piperitum (Sweet) P Cout, de umbela menor e semente de sabor muito ardente.

Funcho - Sementes secas

Dicionário

 Sabores da Índia - Home