Sabores da Índia - Home

Canela de Ceilão

Aparecem no mercado, sob o nome genérico de Canela, as cascas secas dos ramos de algumas plantas do género Cinnamomum, família das Lauraceae, usadas para fins culinários.
Todas as Canelas têm, em termos de sabor, traços comuns, mas o sabor de todos mais delicado é o da Canela de Ceilão, também chamada Canela Verdadeira. Por ser a mais cara, é a que menos vulgarmente corre no mercado, sobretudo na forma de pó, aquela que mais se presta à adulteração com espécies menos nobres. A Canela de Ceilão distingue-se das outras canelas pelo sabor, mas também pelo aspecto.

 

Especiaria:   

Canela de Ceilão

Planta:   

Caneleira de Ceilão

Nome Botânico:   

Cinnamomum zeylanicum Blume; Cinnamomum verum J. Presl

Género:   

Cinnamomum

Família:   

Lauraceae

Porte:   

Árvore

Ciclo:   

Vivaz

Origem:   

Sri Lanka - ex-Ceilão -, ilha a sueste da Índia -, sudoeste da Índia, e Colinas Tenasserim, na Birmânia - actual Myanmar

Distribuição:   

Praticamente limitada às regiões de origem. Na Índia, é espontânea nos Gates Ocidentais, a baixas altitudes, e cultivada somente no estado de Kerala.
Várias foram as tentativas feitas para introduzi-la noutras regiões tropicais, mas sem sucesso, à excepção das Ilhas Seicheles, onde se adaptou bem.

Partes Usadas:   

 Casca dos tronco e ramos

O descasque dos tronco e ramos é feito com todo o cuidado, sendo aproveitada só a parte superficial da casca. As 'folhas' assim obtidas são postas a secar ao sol.
A secagem conduz ao seu enrolamento em finos - 2 cm de diâmetro, máximo - e longos - 30 cm de comprimento - canudos - os 'paus' - , forma sob a qual a Canela entra no circuito comercial.
Depois de secas, as 'folhas' ficam de cor clara, castanha avermelhada, e a sua espessura não excede 1 mm. O seu sabor é quente, muito aromático e adocicado.
A qualidade varia na proporção inversa da espessura: a Canela de melhor qualidade tem a espessura de uma folha de papel.
Os resíduos do descasque, as raspas de Canela, são, também comercializados, embora a preço naturalmente inferior
No mercado surge, ainda, a Canela em pó, muito provavelmente como aproveitamento das raspas, e, portanto, de qualidade inferior.

 Botões florais

Botões florais do Caneleiro de Ceilão

Os botões florais, colhidos imediatamente após a floração e depois secos, são usados localmente - região Kutch, no Estado Indiano de Gujarat -, e raramente aparecem no mercado.
No aspecto lembram cravinhos, e em sabor são semelhantes à Canela de Ceilão, ainda que menos aromáticos e mais adocicados. Para exibirem toda a sua fragrância, devem ser finamente moídos.

 Folhas

As folhas do Caneleiro de Ceilão são usadas localmente, em substituição do louro indiano.

 Óleo Essencial

A casca do Caneleiro de Ceilão contém cerca de 4 % de óleo essencial, formado essencialmente por cinamaldeído - 65 a 75 % - e eugenol - 5 a 10 %.
Usa-se em aromaterapia.

Propriedades:   

Digestiva, antisséptica e vermífuga

Canela de Ceilão

Dicionário

História

 Sabores da Índia - Home