Sabores da Índia - Home

Pimentos - História

Pimentos Anual e Vivaz (Piripiri)

Como o Pimento se espalhou pelo Mundo

As histórias do Pimento Anual - Capsicum annum -, do Piripiri - Capsicum frutescens -, e de outras espécies vizinhas, confundem-se na história das plantas do género Capsicum - os Pimentos em geral -, que os espanhóis encontraram na América do Sul quando empreenderam a sua conquista.

1493

Numa carta, P. Martyr relata a introdução, por Cristóvão Colombo, do Pimento em Espanha

1494

Carta dirigida ao capítulo de Sevilha por Chanca, médico da frota de Cristóvão Colombo na sua segunda viagem às Índias Ocidentais, descreve o uso do Pimento pelos autóctones daquelas regiões.

1506

O botânico Valerius Cordus, na sua Historia Plantarum, descreve o Pimento com exactidão.

1514

Gonzalo Fernandez de Oviedo, que partiu de Espanha para a América tropical nesta data, descreve a sua viagem na Historia de las Índias, insistindo particularmente na descrição do Pimento e nos usos que lhe eram dados naquela parte do mundo.

1542

Léonard Fuchs, no seu De Historia Stirpium, publicado em Bâle, na Suiça, faz a primeira representação gráfica do Pimento, referindo que dele são conhecidas quatro espécies: o grande, o pequeno, o comprido e o largo.

1572

Matthiole, nos seus Commentarii, mostra uma figura do Pimento, semelhante à de Fuchs.

1587

Dalechamp, na sua Histoire Générale dês Plantes inclui ilustrações de cinco espécies de Pimento.

1597

Gerarde regista o cultivo do Pimento em Inglaterra.

Fins do Séc. XVI

Vários autores europeus registam a expansão da cultura das diversas variedades do Pimento na Europa.

1609

Garcilaso de La Vega, filho de uma princesa Inca e de um espanhol, refere o Pimento, nos seus Comentários Reales, como um legume já antigo no Peru.

1611

Carolus Clusius, nos seus Curae Posteriores, diz que o Pimento foi trazido de Pernambuco, no Brasil, para a Europa, pelos portugueses, e acrescenta que ele é largamente cultivado, em 1585, na Morávia, e que existe, generalizadamente, nos jardins de Castela.

Séc. XVI - Séc. XVII

Os portugueses terão levado o Pimento para África, e para a Índia, donde ele terá passado para as regiões tropicais do Sueste Asiático.

Séc. XVII

A variedade paprika do Pimento Anual terá chegado à Hungria, pelas mãos de Turcos que, provavelmente, a encontraram em núcleos Portugueses estabelecidos na Ásia Central.

 Sabores da Índia - Home

statistics in vBulletin