Sabores da Índia - Home

Aipo

 

Especiaria:   

Aipo

Planta:   

Aipo

Nome Botânico:   

Apium graveolens L. - var. dulce (Miller) DC.

Género:   

Apium

Família:   

Apiaceae ou Umbelliferae

Porte:   

Herbácea

Ciclo:   

Bianual

Origem:   

Europa Ocidental e Meridional

Distribuição:   

Cultivado na região Mediterrânica desde há 3000 anos.
A sua cultura espalhou-se para a Europa Central e Setentrional ao tempo do imperador Carlos Magno - ver Capitulare de villis -, mas só no século XVII hortelãos italianos desenvolveram, através de um aturado trabalho de selecção feito a partir do Aipo Bravo, as presentes variedades cultivadas, umas maiores, esbranquiçadas, menos amargas, outras mais pequenas, verdes, mais amargas.
Na Índia, é cultivado nos Himalaias do noroeste, nas colinas do Uttar Pradesh, no Himachal Pradesh, e no sul do país.

Partes Usadas:   

 Folhas, caules tenros, e raiz, frescos

Folhas, caules, e raiz, são óptimos em sopas, podendo, ainda, a raiz cozida ser consumida como legume. Têm um sabor típico, ligeiramente amargo,
As folhas, picadas, são uma boa guarnição em muitos pratos.

 Sementes secas

As sementes são frequentemente usadas para aromatizar Sal, e já as vimos recomendadas como alternativa às sementes de Mostarda da Índia no Panch Phoron.

Propriedades:   

Diurético e depurativo

Notas:   

O Aipo Bravo, antepassado do Aipo de hoje, do qual este evoluiu, como acima se disse, por longos e pacientes processos de apuramento, tem características e usos semelhantes, só que o sabor das várias partes da planta é bastante mais amargo.

Aipo Hortense - Caule florido

Dicionário

 Sabores da Índia - Home