Sabores da Índia - Home

Alcaravia

 

Especiaria:   

Alcaravia

Planta:   

Alcaravia

Nome Botânico:   

Carum carvi L.

Género:   

Carum

Família:   

Apiaceae ou Umbelliferae

Porte:   

Herbácea

Ciclo:   

Bianual

Origem:   

Europa Central ou Ásia Ocidental, embora sem absoluta certeza.
A corroborar a incerteza, autores há que a dão como originária do Norte de África, e datam do século VIII a sua introdução na Europa.

Distribuição:   

Embora cresça selvagem nos bosques dos sopés dos Alpes, a Alcaravia foi, desde cedo, cultivada na Europa Central, sendo abundante a literatura que a dá como imprescindível nos jardins de aromáticas dos mosteiros dos monges da Idade Média.
Hoje é principalmente cultivada na Finlândia, na Holanda - a tida como de melhor qualidade -, na Europa de Leste, na Alemanha, e, também, no Norte de África, nomeadamente no Egipto, que a exporta para a Europa.
Na Índia, é cultivada principalmente em Bihar,Orissa, Punjab, Bengala, AndhraPradesh e Kashmir. Ocorre também selvagem nos Himalaias mais a norte.

Partes Usadas:   

 Sementes secas

As sementes da Alcaravia, colhidas quando maduras, são simplesmente postas a secar. Apresentam-se castanhas, em tons que vão do leve ao carregado, e têm a forma de crescente, com cinco estrias longitudinais dorsais salientes. O seu comprimento ronda os 5 mm. Têm um sabor típico, quente, ligeiramente áspero.

 Folhas e raiz frescas

Na Noruega, as folhas frescas da planta são usadas, finamente picadas, em sopas e saladas.
Também encontrámos referência ao consumo da raiz da planta, simplesmente cozida, comida como qualquer legume.

 Óleo Essencial

As sementes de Alcaravia contêm 3 - 7 % de óleo essencial, cujos principais componentes são a carvona - 50 a 85 % -, e o limoneno - 20 a 30 %.
É empregue em aromaterapia.

Propriedades:   

Carminativa e estimulante

Notas:   

As sementes de Alcaravia são o principal aromatizante do célebre licor Kummel.

Alcaravia - Sementes secas

Dicionário

 Sabores da Índia - Home