Sabores da Índia - Home

Louro

 

Especiaria:   

Louro

Planta:   

Louro

Nome Botânico:   

Laurus nobilis L.

Género:   

Laurus

Família:   

Lauraceae

Porte:   

Arbusto a pequena árvore

Ciclo:   

Vivaz

Origem:   

Provavelmente Ásia Menor

Distribuição:   

Hoje é cultivado em muitas regiões temperadas, especialmente na bacia Mediterrânica. A sua fraca resistência à geada forte torna o seu cultivo impossível em regiões mais a norte. A Turquia é um dos principais exportadores. Na Índia, cultiva-se em todo o país.

Partes Usadas:   

 Folhas

As folhas frescas de Louro são fortemente aromáticas, mas também bastante amargas.
São apanhadas e postas a secar em local arejado e quente, mas ao abrigo do sol. O processo de secagem atenua-lhes o amargo e melhora-lhes o sabor.
As de boa qualidade são facilmente reconhecidas pelo seu forte aroma e pela sua cor verde brilhante - quanto mais verdes, melhor a sua qualidade.
Não devem ser empregues mais tarde que um ano após a apanha, porque perdem muito do seu sabor genuíno. Têm um sabor típico, aromático e ligeiramente amargo.

 Frutos

Frutos do Louro.

Normalmente são ignorados, mas podem ser usados como as folhas. Atenção, todavia, porque, normalmente, têm um sabor muito mais forte.
À direita, frutos ainda na planta.

 Óleo Essencial

As folhas e os frutos do Louro contêm óleos essenciais de composições muito parecidas, dominadas pela presença de 1,8 cineol - 50 % - e eugenol.
As folhas têm 0, 8 a 3 % de óleo essencial, e os frutos 0, 6 a 10 %.
Usado em aromaterapia.

Propriedades:   

Antiúrico e digestivo

Louro - Folhas

Dicionário

 Sabores da Índia - Home