Sabores da Índia - Home

Tomate

Hindu - Tamatar
Concani - Tomati

Fruto do Tomateiro, Solanum lycopersicum L., ou Lycopersicon esculentum Mill., família das Solanaceae, planta trazida do México para a Europa pelos Espanhóis, no princípio do séc. XVI.
O Tomateiro selvagem é nativo da América do Sul, região dos Andes, área actualmente ocupada pelo Peru e pelo Equador. Foi domesticado no México, muito antes da chegada dos europeus, e o seu nome deriva da palavra tomatl em Náhuatl [Azteca].
Quanto à qualidade das diversas variedades, as opiniões dividem-se, mas os apreciadores são quase unânimes quando apontam os Tomates mais pequenos e mais enrugados junto ao pé como mais saborosos.
Mais apta para conserva e para a feitura de puré, logo mais simpática para os cozinheiros, é a bem conhecida variedade em forma de ameixa, a do «tomate em lata».
No comércio existem concentrados de Tomate, que se classificam como Puré de Tomate - quando contêm mais que 11%, mas menos que 24%, de sólidos solúveis naturais de Tomate - e Pasta de Tomate - quando contêm 24%, ou mais, de sólidos solúveis naturais de Tomate.
Curioso o facto de Charles Lingbergh, na sua histórica travessia aérea do Atlântico, só ter usado leite como bebida e apenas uma provisão Tomates como alimento sólido.
De notar que, embora hoje seja cultivado em muitas partes da Índia, o Tomate é, na culinária Indiana, um sabor tardiamente importado. Como se disse acima, ele chegou à Europa no princípio do século XVI, e só no fim desse século, princípio do século XVII, foi levado para a Índia pelos portugueses, e para o Sueste Asiático – Filipinas – pelos espanhóis. Não admira, portanto, que esteja ausente de muitos cozinhados Indianos e que, quando é usado, regra geral, o é com parcimónia, claro que com excepções, como o Makhani Masala.

Tomates

 Sabores da Índia - Home























statistics in vBulletin