Sabores da Índia - Home

Bacalhau

Hindu - Beejakosha, Phali, Chheemee; Eka Prakara ka Machhali

Bacalhau é o nome dado a várias espécies do género Gadus, nomeadamente à espécie Gadus morhua L. [1758], o Bacalhau do Atlântico.
O Bacalhau do Atlântico pode viver 25 anos, e chegar a ter 2 metros de comprimento e 95 kg de peso.
É uma espécie oceânica, distribuída pelos dois lados do Atlântico Norte, que se encontra a profundidades que vão do 1 m aos 600 m. Alimenta-se vorazmente ao anoitecer, ou de madrugada, de invertebrados e peixes, incluindo os da sua própria espécie.
Forma cardumes durante o dia e reproduz-se uma vez por ano.
É pescado pela carne, mas também pelo óleo que se extrai do seu fígado. De cor amarela pálida, o Óleo de Fígado de Bacalhau foi, no séc. XIX, panaceia popular para várias doenças debilitantes. Em 1922 foi estabelecido o seu valor medicinal, decorrente sobretudo da sua riqueza em vitaminas A e D. Em meados do séc. XX era remédio fortificante frequentemente dado às crianças - uma verdadeira provação, tão intensamente amargo ele era.
Alvo de intensas capturas, o Bacalhau é uma espécie cuja sobrevivência está hoje ameaçada.
Embora não exista nos mares da Índia, presta-se a ser cozinhado como outros peixes lá pescados.

Bacalhau
Cortesia Fish Base / Robbie Cada

Gadus morhua (Linnaeus, 1758)
Desenho ampliado

 Sabores da Índia - Home























statistics in vBulletin