Sabores da Índia - Home

Sikkim - Gangtok

 

Gangtok é a capital do Estado de Sikkim.

A cidade, cujo nome significa 'topo do monte', fica a 1.700 m de altitude, debruçada sobre encostas repletas de terraços cultivados com milho.

Foi capital do Reino de Sikkim, um protectorado da Índia desde 1950 até 1975, ano em que monarquia foi abolida e o território foi transformado em estado da União Indiana.

Até 1962, ano em que a fronteira com o Tibete foi fechada, foi um ponto chave na rota comercial Índia – Tibete, que se fazia através do Desfiladeiro de Nathu, 20 km a nordeste.

É um importante centro de comércio de milho, arroz, leguminosas e laranjas, e alberga viveiros de cardamomo, importante item das exportações Indianas.

Notáveis na cidade são os antigos palácio e capela Reais, dois mosteiros, o mercado Lall, e o Instituto Namgyal de Tibetologia, um centro de investigação do Budismo, com livraria e museu.

Perto, 8 km a sudoeste, em Rumtek, fica o importante Mosteiro Budista Enchey, e, na vizinha localidade de Lukshiyama, encontra-se o antigo terreno de cremação Real.

A população é, principalmente, formada por Indianos, Nepaleses, que falam dialectos do Nepal e são maioritariamente Hindus, e outras etnias oriundas do Tibete e da Birmânia, que falam dialectos Tibeto – Birmaneses e são Budistas.

Portão do Mosteiro Budista Enchey, em Rumtek, perto de Gangtok
Cortesia Galen Frysinger

Portão do Mosteiro Budista Enchey, em Rumtek, perto de Gangtok

 Sabores da Índia - Home