Sabores da Índia - Home

Nagaland - Kohima

 

Kohima é a capital do Estado de Nagaland.

Antigamente chamada Thigoma, depois Kewhima - em dialecto Angami -, foi rebaptizada para Kohima pelos ocupantes ingleses da Índia, quando se apoderaram da região – provavelmente para simplificação da pronúncia.

No passado, Nagaland foi um território dividido entre cerca de 20 tribos, sendo a Konyak a maior, logo seguida pelas Ao, Tangkhul, Sema, e Angami, e por uma série de tribos menores - Lotha, Sangtam, Phom, Chang, Khiemnungam, Yimchungre, Zeliang, Chakhesang, Rengma, etc..

Cada tribo controlava o seu território a partir de uma localidade tipicamente situada no topo de um penhasco dominante. Kohima era a ‘capital’ da tribo Angami.

A história da região começaria a mudar quando a Birmânia, hoje Myanmar, ocupou o vizinho Assam entre 1816 e 1819. Numa guerra de interesses, os ocupantes ingleses acabaram por envolver-se na disputa do território, expulsaram os birmaneses e, em 1826, juntaram o Assam ao seu domínio na Índia.

Imparáveis, iniciaram incursões nos territórios tribais de Nagaland, na década de 1840. Todavia, tão feroz foi a resistência encontrada que precisaram de 40 anos para conquistarem somente a parte ocidental da zona tribal – cerca de 10.000 km2.

Incluíram no território de Assam a zona ocupada, a que chamaram Distrito das Montanhas Naga, estabelecendo em Kohima, em 1879, um governo distrital chefiado pelo Comissário G.H. Damant.

Durante a 2ª Guerra Mundial, em 1944, Kohima, em particular o campo onde o Comissário inglês para a região jogava ténis, foi palco de uma feroz batalha, que deteve tropas japonesas vindas da vizinha Birmânia em direcção à Índia. No local, um vasto cemitério de militares é hoje testemunha muda da ferocidade da refrega.

Depois da independência da Índia, em 1947, o território continuou integrado no estado de Assam, mas cedo apareceram reacções exigindo a separação da União Indiana.

Levantamentos generalizados levaram à ocupação do território pelo exército Indiano, em 1955, e à formação, em 1957, do actual Nagaland, mas sob administração Indiana directa. Sucederam-se mais incidentes que só terminaram em 1960, quando os locais aceitaram a integração de Nagaland na União Indiana, com o estatuto de estado de pleno direito. A decisão concretizou-se em 1963, sendo Kohima escolhida para capital do novo estado. Posteriores episódios independentistas foram sendo controlados pelo poder central da Índia, e não tiveram consequências até à data.

Kohima fica a cerca de 1.200 de altitude, no topo de um penhasco, característica típica, como atrás se disse, da maior parte das cidades do estado.

A Kohima Velha, chamada Bara Basti – grande vila - fica na zona nordeste da actual área urbana da cidade. Está dividida, como é também típico das genuínas localidades da região, em khels – bairros -, que aqui são quatro. Tradicionalmente, cada khel tem administração própria, exercida por um delegado nomeado para o efeito.

Montanhas em redor de Kohima
Cortesia Galen Frysinger

Montanhas em redor de Kohima

 Sabores da Índia - Home