Sabores da Índia - Home

Mizoram - Aizwal

 

Aizawl é a capital do Estado de Mizoram.

A história da região onde está inserida é pouco conhecida até 1750, ano em que as tribos Lushai – hoje Mizo -, vindas das montanhas vizinhas, deram início a uma invasão que se prolongaria por vários anos.

Os Mizo dominaram, e posteriormente assimilaram, as populações locais, organizando-se em 300 tribos com chefias hereditárias.

A sua vida pouco se alterou até 1826, ano em que os ocupantes ingleses da Índia anexaram o vizinho Assam, ao abrigo do Tratado de Yandabo.

Irrequietos, os Mizos fizeram, durante as décadas seguintes, diversas incursões no território sob domínio britânico, recebendo como resposta diversas expedições punitivas.

Terá sido durante uma dessas expedições que Aizwal nasceu como localidade, em 1871-72.

Em 1890, tropas inglesas vindas do vizinho Assam, sob comando de um oficial de polícia de nome Dally, entraram em Aizwal, durante mais uma operação britânica comandada pelo Coronel Skinner. Elegeram a localidade para posição fortificada estratégica, e rapidamente as recém chegadas tropas construíram vários edifícios e paliçadas de defesa.

Posteriormente, a região foi integrada no estado de Assam de então, e continuou sob domínio inglês até à independência da Índia, em 1947.

Os irrequietos Mizo viriam a rebelar-se contra o poder central Indiano, proclamando a independência em 1966. Foi nesse período de rebelião que Aizwal cresceu de simples localidade a cidade.

Em resposta, o poder central bombardeou Aizwal, e fez da terra Mizo um território federado da União Indiana, em 1972. Todavia, a rebelião não foi contida, e só terminaria em 1987, com a concessão do estatuto de estado a Mizoram.

Aizwal fica numa elevação, a cerca de 1.100 m de altitude, entre os vales dos rios Tlawng, a oeste, e Tuirial, a leste. Alberga cerca de 25% da população do Mizoram, que maioritariamente professa o Cristianismo.

Economicamente, é suportada pelo bambu e pela floresta, que crescem abundantemente nas encostas vizinhas, pela agricultura dos vales vizinhos, onde crescem arroz, trigo, milho, algodão, tabaco, oleaginosas, etc., e por várias indústrias de base rural – tecelagem, carpintaria, cestaria, ferraria, etc..

Na vizinhança encontram-se bazares, retiros turísticos, miradouros, florestas virgens protegidas, a cave de Khuangchera Puk, o Templo de Salomão, da comunidade Kohran Thianghlim, uma aldeia onde vive a família Pu Ziona, o maior agregado familiar do mundo, etc..

Andaimes de Bambu
Cortesia John Davies

Usados um pouco por toda a Índia, andaimes feitos de Bambu, uma das riquezas do Mizoram e de Aizwal

 Sabores da Índia - Home