Sabores da Índia - Home

Maharashtra - Mumbai

 

Mumbai – em Marathi -, ou – em português – Bombaim, é a capital do estado de Maharashtra, e uma das mais populosas cidades da Índia. Deve o nome à deusa local Mumba, uma forma de Parvati, a mulher do deus Siva, ou Shiva.

Implantada numa ilha, tem um porto natural a leste, apropriado para navios de todos os tamanhos, em todas as estações do ano, e em qualquer condição climatérica. Águas navegáveis para o interior do continente reforçam a posição de Bombaim como uma das portas da Índia.

A região de Bombaim era já, no ano 1000 A.C., um pólo de comércio marítimo com a Pérsia e o Egipto. No século III A.C., fez parte do Império de Ashoka, e os Yadavas – 1187 a 1318 – fundaram, na Ilha de Bombaim, em 1294, a localidade de Mahikavati, ou Mahim, para suster as incursões dos Khalji, do Hindustão.

Em 1348, Mahim foi invadida, e conquistada, por invasores muçulmanos, e passou a fazer parte do reino de Gujarat.

Os portugueses tentaram ocupá-la, sem sucesso, em 1507, mas conseguiram, em 1534, a sua cedência pelo Sultão Bahadur Shah, o então soberano do Gujarat.

Numa manifestação de total desprezo pela vontade dos locais, foi doada, em 1661, à Coroa Britânica como parte do dote de casamento de Catarina de Bragança – irmã do rei de Portugal - com Carlos II.A Companhia das Índias Orientais alugou-a à Coroa Britânica, em 1668, por 10 £ por ano, e fez dela um dos seus centros de operações na Índia.

A cidade chamou a atenção do mundo quando, em 1861, o desenvolvimento do caminho de ferro pôs ao seu alcance as regiões produtoras de algodão do sul da Índia, numa altura em que a Guerra Civil americana causava escassez de algodão nos EUA, impedindo a sua exportação para Inglaterra. A abertura do Canal do Suez, em 1869, veio reforçar a sua importância.

Com a independência da Índia, em 1947, Bombaim ficou como capital do estado com o mesmo nome – um legado do imperialismo britânico, que reunia numa mesma região falantes de Marathi e de Gujarati.

A partir de 1956, Bombaim é palco de protestos contra a coexistência das duas comunidades num mesmo espaço, até que, em 1960, a região é dividida em dois estados: Gujarat e Maharashtra, ficando Bombaim como capital do último.

Hoje é um centro financeiro e industrial de relevo, e polo de amplo comércio marítimo. Nela coexiste com moderníssimos edifícios um dos maiores bairros de lata do mundo – o Dharavi -, hoje em vias de demolição.

Gateway to Índia, em Mumbai
Cortesia David Jones

Gateway to Índia, em Mumbai

 Sabores da Índia - Home