Sabores da Índia - Home

Maharashtra - Gharapuri

 

Gharapuri é uma ilha do Mar Arábico situada 10 km a leste de Bombaim e 3 km a oeste da costa de Maharashtra. Tem uma área que oscila entre os 10 e os 16 km2 em função das marés. O seu nome deriva do de uma pequena povoação sita no extremo sul da ilha.

Os portugueses que lá chegaram no início do séc. XVI chamaram-lhe Ilha do Elefante, numa alusão a um enorme elefante de pedra esculpida que lá encontraram. Essa estátua viria mais tarde a ser levada pelos ocupantes ingleses para os Victoria Gardens – hoje Jijamata Udyan - de Bombaim. O nome português deu origem à corruptela Elephanta Island pela qual a ilha é também conhecida.

É famosa pelos templos dos séculos VIII e IX escavados na rocha, que ocupam uma área de 5.000 m2, no topo de uma elevação.

O templo principal, dedicado a Shiva, tem um átrio com 30 m de comprimento, ornamentado com esculturas que reproduzem divindades da mitologia Hindu, a maior das quais uma Trimurti - trindade dos Hindus -, um busto tricéfalo com 6 m de altura, representando Brahma - o Criador -, Vishnu - o Conservador -, e Mahesh (Shiva) - o Destruidor. Várias cenas da vida de Shiva estão representadas, e um linga - símbolo fálico – está alojado num santuário no extremo ocidental do templo.

Quando os portugueses ocuparam a ilha no século XVI, na sequência da sua cedência pelo soberano do sultanato de Ahmadabad, centrado no Gujarat, os templos deixaram de ser locais de adoração e foram parcialmente danificados pela soldadesca.

Na década de 1970 foram restaurados e conservados, em 1987 passaram a integrar a lista da UNESCO de locais Património da Humanidade, e são actualmente objecto de grande procura turística.

Trimurti - Templo de Shiva em Gharapuri
Cortesia Sudheer Birodkar

Trimurti do Templo de Shiva em Gharapuri

 Sabores da Índia - Home