Sabores da Índia - Home

Gujarat - Navsari

 

Navsari, ou Naosari, é uma cidade do Gujarat situada junto ao rio Puna, numa planície costeira, no sueste do estado.

É o bastião dos Parsis, albergando os seus mais importantes templos do fogo - Agairys.

Os Parsis – persas, à letra - são uma comunidade Indiana, mas não Hindu, seguidora do profeta persa Zoroastro. São descendentes dos devotos persas de Zoroastro que emigraram para a Índia algures entre o séc. VIII e o séc. X.

Os persas adoradores de Zoroastro foram donos do império Achaemeniano, o primeiro verdadeiramente internacional, que se estendia entre os rios Indus e Danúbio. O fundador do império foi Ciro, ou Kurush, dando início a uma dinastia que reinou entre 550 A.C. e 330 A.C. e teve vários imperadores famosos – Kambastha ou Cambises, Ksharaya ou Xerxes, Darayavayush ou Dario.

A vida do seu profeta inspirador, Zoroastro, inicialmente chamado Zarathushtra, - que viveu de 628 A.C. a 551 A. C. - tem vários paralelos com a de Jesus Cristo, a começar pelo facto de sua mãe, Dughdova, também ter concebido sem pecado, depois de ter sido visitada por um raio de luz.

A última dinastia do império, a dos Sassarianos, foi fundada por Artakshira, ou Ardeshir, ou Artaxerxes. reinou entre 211 D.C. e 634 D.C., e teve soberanos famosos como Firuz, Noshirvan e Kushro Parvez.

Em 634 D.C., o império foi atacado por Árabes, que derrotaram os Sassarianos na Batalha de Cadesia, ou Quadisiyyah, e conquistaram a capital Ctesiphon, hoje Baghdad.

Com o domínio dos árabe, seguidores de Maomé, começaram as perseguições dos devotos de Zoroastro, muitos dos quais fugiram.

Os antepassados dos Parsis terão, inicialmente, fugido para Ormuz, no Golfo Pérsico, mas, sentindo-se ainda inseguros, fizeram-se ao mar a caminho da Índia, onde se fixaram em Diu. Rapidamente se mudaram para o Gujarat, onde permaneceram 800 anos como pequena comunidade agrícola.

Com a chegada da ocupação inglesa da Índia, os Parsis, mais abertos a contactos com estrangeiros que os Hindus e os muçulmanos, brevemente se tornaram comerciantes, tendo, muitos deles, migrado para Bombaim, quando a cidade caiu sob o controlo da Companhia das Índias Orientais, em 1668. O desenvolvimento da cidade no séc. XVIII ficou, em muito, a dever-se à iniciativa comercial dos Parsis. No século XIX formavam já uma próspera comunidade, que rapidamente se lançou na indústria.

Hoje, núcleos Parsis vivem também em Karachi, no Paquistão, e em Bangalore no Karnataka.

Nos seus rituais, a Yasna, ou Jashn, a invocação do fogo, tem um papel central.

Celebram o Norus, ou No Ruz, ou No-Ruz, festival do Ano Novo, normalmente a 21 de Março, e, depois, os Gahambar, seis festivais de 5 dias cada, distribuídos ao longo do ano: Maidhyaoizaremaya (meio da Primavera), no mês Artavahisht do seu calendário, 41 dias depois do Norus; Maidhyoishema (meio do Verão), 60 dias depois, no mês Tir; Paitishhahya (tempo das colheitas), 75 dias depois, no mês Shatvairo; Ayathrima (tempo de prosperidade), 30 dias depois, no mês Mitra; Maidhyairya (meio Inverno), 80 dias depois, no mês Din; Hamaspathmaedaya (equinócio vernal), 75 dias depois, nos últimos 5 dias intercalares, ou Gatha, do ano.

Tradicionalmente, não queimam, nem enterram, os seus mortos. Depositam-nos no cimo de Dakhmas – torres do silêncio –, torreões circulares, com cerca de 8 m de altura, com um poço no meio, construídos longe das localidades. Os corpos são consumidos por abutres e outros necrófagos, e os ossos que ficam são lançados no poço central. É um ritual praticado desde o séc. VI, que visa a não contaminação dos 'elementos puros': terra, fogo e água.

De resto, muito dos seus usos são próximos dos da comunidade Hindu: as mulheres usam sari, no baptismo - navjyot - , aplicam ocre na testa, tal como os Hindus usam a tilaka, ostentam o Kusti, uma cordão sagrado posto à volta da cintura, semelhante ao Hindu Yagnopavit, ou Janeu, usado à volta de ombro e cintura, etc..

Entrada de um Agairy - Templo do Fogo - Parsi, em Navsari
Cortesia Sudheer Birodkar

Entrada de um Agairy - Templo do Fogo - Parsi, em Navsari

 Sabores da Índia - Home