Sabores da Índia - Home

Costa da Baía de Bengala

 

A costa da Baía de Bengala é uma sucessão quase contínua de planícies, que começam no delta do Ganga e vão até ao Cabo Comorim, recebendo os deltas de vários rios.

De norte para sul, a primeira grande planície é a Planície do Ganga, no estado de Bengala, que alberga o delta do rio com o mesmo nome, partilhado com o rio Brahmaputra. A região tem uma drenagem pobre, indo as incursões das marés bem terra adentro. Tão reduzido é o desnível nesta área que uma pequena subida do nível do mar submergirá Calcutá, a cerca de 100 km da costa.

Seguem-se as Planícies Utkal, no estado de Orissa, que acolhem, na sua parte norte, o delta do Mahanadi, uma foz combinada dos rios Mahanadi, Brahmani, Baitarani, e Subarnarekha. Aqui floresceu, no século III A.C., com o Imperador Ashoka, a religião Budista. Na parte sudoeste das Utkal, fica a lagoa Chilika ou Chilka, de água salgada, e, a norte da cidade de Puri, estão os lagos Samang e Sur, ambos de água doce.

A seguir, as Planícies Andhra, do estado de Andhra Pradesh, que têm, na sua parte central, os deltas dos rios Godavari e Krishna. No seu extremo de sudoeste, prolongando-se para o vizinho Tamil Nadu, fica a lagoa Pulicat, de água salgada, separada da Baía de Bengala pelas Ilhas Sriharikota.

Por fim, as Planícies Tamilnad, que se estendem pelo estado de Tamil Nadu, recebendo os deltas dos rios Cauvery, Vaigai e Palar, o primeiro munido de um vasto sistema de canais de irrigação. A região é uma das mais industrializadas da Índia, característica que remonta à época da ocupação inglesa.

A parte de costa entre as Planícies Utkal e o delta do Cauvery é a Costa do Coromandel.

Costa da Baía de Bengala

Costa da Baía de Bengala

 Sabores da Índia - Home