Sabores da Índia - Home

Molhos

  Receitas 

Na Índia, tal como cá, são preparados molhos com duas finalidades: uns destinados a serem usados na preparação de alguns cozinhados; outros dirigidos a uma utilização à mesa, acrescentando sabor a pedaços de comida que neles são mergulhados.

Na sua composição, o limite é a imaginação de quem os prepara, tão grande é a variedade de ingredientes, especiarias e temperos à disposição dos cozinheiros.

Note-se que a fronteira entre molhos e chutnies é ténue. Em Hindi, a palavra, transliterada em ITRANS (*), chaTanI, anglicizada para chutney, é multiusos, significando tempero, condimento, molho, acompanhamento saboroso, e, até, ketchup.

Assim, as receitas incluídas sob este título bem poderiam ser consideradas chutnies. Optámos por reuni-las aqui apenas porque, na consistência final, se aproximam mais dos tradicionais molhos ocidentais.

(*) O ITRANS é um sistema de transliteração criado por Avinash Chopde.
Sendo, para a maioria dos ocidentais, a escrita Devanagari do Hindi indecifrável, o autor procurou, com o ITRANS, dar-lhe equivalência fonética usando apenas letras do alfabeto romano. Logo, o ITRANS transforma palavras do Hindi em palavras formadas por letras correntes, que fazem parte dos teclados dos computadores e podem ser reproduzidos em processadores de texto. Só ocasionalmente usa caracteres especiais, com, por exemplo, o til (~).
Naturalmente, cada letra tem o seu significado fonético, mas não cabe aqui, por razões óbvias, descer a esse detalhe.
Outros sistemas de transliteração existem, mas com o inconveniente de usarem caracteres especiais ausentes dos teclados correntes –os chamados macrons (letras com linhas por cima, pontos por cima, e por baixo, de letras, etc.).

 Sabores da Índia - Home