Sabores da Índia - Home

Carne

  Receitas 

São cerca de 1.200 milhões os habitantes da Índia (2007).

Os Hindus - 966 milhões de pessoas - não comem carne de vaca, porque a vaca é, para eles, um animal sagrado. Os Muçulmanos - 161 milhões - não comem porco, porque para eles, o porco é um animal proscrito. Os Cristãos - 28 milhões - comem qualquer qualidade de carne. As restantes religiões não têm expressão nesta estatística.

Logo, para cerca de 96 % dos Indianos, o consumo de carne de carneiro, ou de cabra, não apresenta qualquer obstáculo religioso, apenas estando condicionado pela distribuição geográfica dessas espécies.

Não admira, assim, que, para os Indianos consumidores de carne - cerca de metade são vegetarianos -, o carneiro, e a cabra sejam as carnes mais consumidas.

Por isso mesmo, muitos são os pratos de carneiro na cozinha Indiana. Aliás, disso dão testemunho os menus dos restaurantes Indianos, sobretudo daqueles cujas cozinhas se inspiram nas tradições culinárias do Norte da Índia, muito influenciadas pela cozinha Moghul.

É muito criteriosa a escolha da idade do Carneiro, função do estilo de cozinhado, e do tempo de cozedura envolvido. O Cordeiro não desmamado, com 2 - 3 meses de idade, é preferido para assados no espeto, em especial os que são feitos conservando o osso, e para pratos estilo Bhoona. Por vezes, em festas, o Cordeiro é assado no espeto inteiro, sendo tradicional envolvê-lo, depois, em vark, de ouro para as pernas, e de prata para o corpo. O Borrego com uma idade de cerca de 8 meses a um ano, é preferido, ainda, para pratos do estilo Bhoona. O Carneiro adulto, com a idade de 11 meses a dois anos, é destinado a pratos dos estilos Turrcarri e Korma. A carne de animais mais velhos é usada só para fazer caldos de carne. Também os miolos de Carneiro são, na Índia, tidos como iguaria delicada, e amplamente apreciada.

Das mais importantes religiões praticadas na Índia, a Islâmica veda aos seus seguidores o consumo de porco. Dos Hindus, calcula-se que só cerca de 200 milhões, oriundos das antigas castas mais baixas, o consomem.

Logo, para cerca de 228 milhões de pessoas - alguns Hindus e Cristãos -, aproximadamente 20 % da população da Índia, o porco pode figurar na sua dieta alimentar.

Natural é, por conseguinte, que alguns sejam os pratos de porco que nos chegam da cozinha Indiana.

Muitos dos mais saborosos - nomeadamente o Vindaloo - são provenientes de Goa, outrora colónia portuguesa, onde a influência cristã foi notória.

 Sabores da Índia - Home