Sabores da Índia Home

Estragão

 

Especiaria:   

Estragão

Nome da Planta:   

Estragão

Nome Botânico:   

Artemisia dracunculus L.

Género:   

Anthriscus

Família:   

Compositae ou Asteraceae

Porte:   

Herbácea

Ciclo:   

Anual

Origem:   

Ásia Central, muito provavelmente Sibéria

Distribuição:   

Hoje é cultivado na Europa e nos EUA, aqui menos.
Não se sabe quando o Estragão foi trazido para a Europa, bem como continua no anonimato quem desenvolveu os dois cultivares hoje existentes: o Estragão Francês e o Estragão Russo. O Estragão Francês, que só na Alemanha é conhecido por Estragão Alemão, raramente dá semente e é reproduzido por rebentos ou divisão da raiz. O Estragão Russo (var dracunculoides), preferido pelos horticultores mais comodistas por resistir melhor às baixas temperaturas, e por facilmente dar semente, tem um sabor mais pungente, sem nada da delicadeza que tornou o Estragão Francês querido dos gastrónomos.
Tanto quanto sabemos, não existe na Índia.

Partes Usadas:   

 Folhas

Devem preferir-se frescas, porque secas perdem muito do seu sabor típico, uma mescla de anis, funcho e alcaçuz.Fora dos vinagres aromáticos e das mostardas, é muito raro vê-las usadas, excepto em França, onde são, finamente picadas, presença obrigatória em muitos cozinhados de aves, saladas, molhos à base de maionese e não só - Béarnaise, Verte, Ravigote, Messine, são exemplos -, preparados de cogumelos, etc., e em misturas como as fines herbes e as herbes de provence.

 Óleo Essencial

O Estragão Francês contém 3% de óleo essencial cuja composição é dominada pelos 80% de estragol, e os 10% de anetol. É usado em Aromaterapia, com a designação Ol. Dracunculi.

Propriedades:   

Reflectindo as propriedades do seu óleo essencial, o Estragão é carminativo, estomáquico e digestivo

Estragão

Dicionário

Sabores da Índia Home