Sabores da Índia - Home

Cártamo

 

Especiaria:   

Cártamo

Nome da Planta:   

Cártamo

Nome Botânico:   

Carthamus tinctorius Linn.

Género:   

Carthamus

Família:   

Asteraceae ou Compositae

Porte:   

Herbácea

Ciclo:   

Anual

Origem:   

Região Mediterrânica segundo uns, segundo outros faixa da África e da Ásia que vai da Índia central à Etiópia, passando pelo Médio Oriente e pelo curso superior do Nilo

Distribuição:   

Hoje está espalhado um pouco por todas as partes do mundo com clima propício, sendo cultivado em sítios tão diferentes como Estados Unidos, Austrália, Turquia, Canadá, Israel, Índia, etc.. Entre nós, é subspontâneo nas searas do Alentejo e Algarve, e também cultivado.
Na Índia, principal cultivador mundial, é nos estados de Madhya Pradesh e Maharashtra que se concentra a sua cultura.

Partes Usadas:   

 Óleo das sementes

O Cártamo é cultivado sobretudo pelo óleo contido nas suas sementes, que é tido pelos nutricionistas como óptimo para a alimentação humana.
São vários os factores que o recomendam: é rico em triglicerídeos do ácido linoleico duplamente insaturado (70%) e do ácido linoleico triplamente insaturado (10%); tem um alto teor de Vitamina E (310 ppm) e um alto índice de Iodo (140 a 150).
É extraído por expressão, sendo os resíduos, ainda ricos em nutrientes, usados para alimentação de gado.

 Pétalas

As pétalas das flores contêm cartamina, um corante do tipo flavonóide, responsável pelo belo vermelho que exibem, mesmo depois de secas.
Foram outrora importantes como fonte desse corante para tingir tecidos de vermelho. Hoje a cartamina foi substituída por anilinas sintéticas, e o velho uso está limitado a alguns locais do sudoeste da Ásia. Era a cartamina também o ingrediente corante do 'rouge' das senhoras.
Nalguns pontos da Polónia, as pétalas são misturadas na massa do pão, e incorporadas nalguns preparos culinários.
São usadas, por comerciantes menos honestos, para adulterar o açafrão genuíno, havendo mesmo registo da sua venda como açafrão na Hungria e no Norte de África.
Na verdade, a cor que dão à comida pouco tem a ver com a dada pelo açafrão, e o seu sabor – contrariamente ao do açafrão – é praticamente nulo, e até algo herbáceo.

Propriedades:   

O óleo, pelas gorduras poli-insaturadas que contém, ajuda a prevenir a arteriosclerose, as doenças coronárias, e distúrbios renais.
As flores são usadas em fitoterapia como sedativas e diuréticas. Investigação desenvolvida na China revelou que podem reduzir doenças das artérias coronárias e diminuir os níveis de colesterol.

Notas:   

Algumas variedades de Cártamo, cultivadas apenas para aproveitamento do óleo das sementes, têm as pétalas amarelas, em vez de vermelhas.

Sementes de Cártamo

Dicionário

 Sabores da Índia - Home