Sabores da Índia - Home

Mástique

 

Especiaria:   

Mástique

Planta:   

Aroeira

Nome Botânico:   

Pistacia lentiscus Linn.

Género:   

Pistacia

Família:   

Anacardiaceae

Porte:   

Árvore

Ciclo:   

Vivaz

Origem:   

Margens oriental e setentrional do Mediterrâneo

Distribuição:   

Hoje existe numa faixa desde a Síria a Portugal, com particular abundância na Grécia, mas também em Marrocos e nas Ilhas Canárias.
Entre nós encontra-se nas charnecas, matos, florestas e sebes do centro e sul do Continente.
Não existe na Índia, mas a sua resina é importada com fins medicinais (Ver Propriedades, abaixo).

Partes Usadas:   

 Mástique (Resina da casca)

O Mástique exsuda de incisões praticadas na casca, e tem largo uso industrial.
O seu uso gastronómico é limitado, mas, por exemplo, na Grécia, na ilha de Chios, onde cresce uma variedade única da Aroeira, Pistacia lentiscus L. var. Chia ou Latifolia, usa-se o Mástique dela extraído para aromatizar pão, produtos de pastelaria, e o licor Mastiha, feito com uma base de aguardente vínica.
Nos países do Mediterrâneo oriental, é usado como masticatório.

Propriedades:   

Na medicina Ayurvédica da Índia, o Mástique é empregue como carminativo,diurético, estimulante e adstringente

Notas:   

O Mastique é recolhido a partir de inúmeras incisões verticais feitas na casca do tronco e dos ramos principais. Rapidamente exsuda, e é recolhido passados 15 dias, já seco. A operação de extracção repete-se diversas vezes entre Junho e Setembro.
Há provas de que, desde o ano 50 D.C., a sua recolha acontece na ilha grega de Chios, no mar Egeu.

Mástique - Resina de Aroeira

Dicionário

 Sabores da Índia - Home