Sabores da Índia - Home

Jasmim

 

Especiaria:   

Jasmim

Nome da Planta:   

Jasmineiro

Nome Botânico:   

Jaminum sps.

Género:   

Jasminum

Família:   

Oleaceae

Porte:   

Arbusto

Ciclo:   

Vivaz

Origem:   

Regiões tropicais e temperadas quentes do Velho Mundo

Distribuição:   

As várias espécies - cerca de 300 - são espontâneas nas regiões de origem, mas são também cultivadas, até como plantas ornamentais, em sítios onde o clima o permite.
Principais espécies existentes na Índia:
 - Jasminum angustifolium Vahl, Jasmim Selvagem, espontâneo no sul da Índia;
 - Jasminum arborescens Roxb. ou Jasminum roxburghianum, Wall., Jasmim Arbóreo, espontâneo em Bengala e no centro e sul da Índia;
 - Jasminum flexile Vahl. ou Jasminum azoricum Linn., Jasmim Branco, espontâneo nos Gates Ocidentais e nos estados de Assam, Mizoram e Meghalaya;
 - Jasminum heterophyllum Roxb. non-Moench., espontâneo no norte do estado de Bengala, nas montanhas do estado de Assam, no estado de Manipur, e nas montanhas Khasi;
 - Jasminum humile Linn. ou Jasminum humile auct. non L. ou Jasminum bignoniaceum Wall ex G. Don., Jasmim do Nepal ou Jasmim de Itália, espontâneo nos Himalaias subtropicais, de Kashmir ao Nepal, nas montanhas Nilgiris e Palni, nos Gates Ocidentais e no estado de Kerala;
 - Jasminum malabaricum Wight., espontâneo no Decão, na Costa ocidental, nos Gates Ocidentais e nas montanhas Nilgiris;
 - Jasminum multiflorum (Burm. f.) Andr. ou Jasminum pubescens Willd. ou Jasminum hirsutum Willd. ou Jasminum bracteatum Roxb., Jasmim Rasteiro, espontâneo na orla dos Himalaias e nas florestas húmidas dos Gates Ocidentais;
 - Jasminum rottlerianum Wall. ex DC., espontâneo no ocidente da Índia, desde o Konkan a Kerala;
 - Jasminum auriculatum Vahl., cultivado em toda a Índia, especialmente em Uttar Pradesh - à escala comercial em Ghazipur, Jaunpur, Farrukhabad e Kannauj - e Tamil Nadu;
 - Jasminum officinale Linn. var. grandiflorum (L.) Kobuski. ou Jasminum grandiflorum Linn., Jasmim de Espanha, espontâneo no noroeste dos Himalaias e no Irão, e cultivado em Kumaon e nos estados de Uttar Pradesh, Rajasthan e Madhya Pradesh;
 - Jasminum sambac (Linn.) Ait., Mogorim, ou Jasmim Árabe, ou Jasmim Tuscano, ou Duplo Jasmim, cultivado em toda a Índia, especialmente em Uttar Pradesh - à escala comercial em Ghazipur, Farrukhabad e Kannauj. As flores desta espécie são chamadas, em Concani, de mogarins e deram o nome a um restaurante de cozinha Goesa que teve breve existência junto ao Teatro Nacional de São Carlos.

Partes Usadas:   

 Flores

São essencialmente consumidas em tisanas, mas também usadas para aromatizar bebidas, xaropes - em França o xarope de Jasmim é um clássico dos confeiteiros -, chá - o chá aromatizado com Jasmim é um clássico na China.
Para estes fins é especialmente apta a espécie Jasminum sambac.

 Óleo Essencial

O óleo essencial das flores, extraído principalmente das espécies Jasminum auriculatum, Jasminum grandiflorum e Jasminum sambac, é sobretudo usado nas indústrias alimentar e dos cosméticos e perfumaria.

Propriedades:   

As flores de quase todas as espécies são calmantes e sedativas.
Usa-se um xarope feito com elas para a tosse.

Notas:   

Algumas espécies de Jasmim existentes em Portugal:
- Jasminum odoratissimum L., Jasmim Amarelo, Jasmim Junquilho, quase desconhecido no Continente, mas cultivado na Madeira;
- Jasminum azoricum L., Jasmim Branco, quase ignorado no Continente, mas cultivado na Madeira e nos Açores;
- Jasminum grandiflorum L., Jasmim de Espanha, cultivado em jardins e especialmente em estufas.
No Oriente, as flores de Jasmim são amplamente usadas como ornamento feminino, sendo vulgar a sua venda na rua, sobretudo na Índia. Nalguns países dessa zona, o Jasmim é a flor nacional.

Flor de uma das espécies de Jasmim

Dicionário

 Sabores da Índia - Home