Sabores da Índia - Home

Rábão Rústico

 

Especiaria:   

Rábão Rústico

Nome da Planta:   

Rábão Rústico

Nome Botânico:   

Armoracia rusticana G. M. Sch.; Cochlearia armoracia Linn.; Armoracia lapathifolia Gilib.

Género:   

Armoracia

Família:   

Cruciferae ou Brassicaceae

Porte:   

Herbácea

Ciclo:   

Vivaz

Origem:   

Região Mediterrânica ou leste da Europa

Distribuição:   

Hoje está espalhado um pouco por todas as zonas temperadas do planeta, sendo muito cultivado na Europa Central e nos EUA.
Na Índia, é cultivado, em pequena escala, no norte, e nas regiões de altitude do sul.

Partes Usadas:   

 Raiz

Quando intacta não tem aroma significativo, mas, depois de cortada, rasgada ou, e especialmente, ralada, liberta um odor forte, pungente, indutor de lágrimas, acompanhado por sabor também forte e pungente. A libertação de cheiro e sabor acontece por via de uma reacção enzimática em tudo idêntica à que acontece com a farinha de sementes de mostarda da índia, mostarda branca, ou mostarda preta, como aliás um dos seus nomes portugueses - Mostarda dos Monges - sugere. Cheiro e sabor são efémeros, desvanecendo-se ao fim de 10 - 20 minutos. A cozedura elimina igualmente a pungência.
É um sabor adquirido na Europa central e do Norte - Alemanha, Escandinávia, Inglaterra, Nordeste de França - e, por arrastamento, nos EUA, sendo consumida sobretudo ralada, tal e qual ou conservada em vinagre, sozinha ou em molhos, a acompanhar carne e presunto.
Na Índia, o seu uso é sobretudo local, comendo-se cozida, como legume, mas também em achares.

Notas:   

Na Índia, nos vales superior e inferior do Ganges, cresce, no estado selvagem, uma espécie afim, Cochlearia cochlearioides(Roth) Sant & Mahesh ou Cochleariaflava Buch.-Ham. ex Roxb., usada na medicina tradicional como febrífuga.

Raízes de Rábão Rústico

Dicionário

Sabores da Índia - Home