Sabores da Índia Home

Alfarroba

 

Especiaria:   

Alfarroba

Nome da Planta:   

Alfarrobeira

Nome Botânico:   

Ceratonia siliqua Linn.

Género:   

Ceratonia

Família:   

Fabaceae ou Leguminosae

Porte:   

Árvore

Ciclo:   

Vivaz

Origem:   

Oriente da Bacia Mediterrânica

Distribuição:   

Continua espontânea, e cultivada, na sua região de origem, mas o seu cultivo alargou-se a outros pontos do globo - Argentina, Uruguai, Iémen, são exemplos.
Na Índia é cultivada no Punjab.
Em Portugal aparece sub-espontânea no Algarve, mas é sobretudo cultivada nessa mesma região, em zonas reduzidas do Alentejo, e, também, na Madeira.

Partes Usadas:   

 Frutos

Vulgarmente chamados ‘alfarrobas’, são vagens, apresentam-se pendentes, têm cor escura ou de canela, e medem 10 – 27 cm de comprimento. Colhem-se no Outono, depois de maduros.
A sua farinha é um bom substituto do cacau, e do chocolate, e emprega-se em bolos, doces, etc..
Dão um curioso licor e, de um mosto com eles feito, depois de fermentado, obtêm-se, por destilação, uma especialidade cada vez mais rara: a Aguardente de Alfarroba.
Até meados do século XX, vendiam-se em Lisboa, nas lojas de bairro, e eram muito apreciados, sobretudo pelas crianças, que se entretinham a roê-los.
Na Índia, o seu uso é essencialmente local.

 Sementes

Depois de retiradas do interior dos frutos, e torradas, dão um excelente substituto do café tradicional.

Propriedades:   

Os frutos são peitorais e laxativos.
As flores e folhas da planta são usadas em tisanas para combater diarreias e da cavidade buco – laríngea. São adstringentes.

Notas:   

Os frutos da Alfarrobeira, hoje quase esquecidos como alimento, terão sido incluídos na ração dos exércitos de Maomé; durante a Guerra Civil Espanhola, na década de 1930, contribuíram para salvar da subnutrição muitas crianças; no decurso da II Grande Guerra Mundial, livraram da fome muitos militares, e seus cavalos, isolados na Ilha de Malta, e foram base da sobrevivência de aldeias gregas inteiras sob ocupação alemã.
As sementes, duras e regulares, foram outrora usadas com unidades de peso pelos ourives – o termo ‘carat’ – unidade de peso usada no mercado do ouro e das pedras preciosas, equivalente a 3,16 gramas - derivará do inglês ‘carob’ = alfarroba. Antigamente, e depois de fervidas em água, para amolecerem, eram furadas e enfiadas em colares.

Alfarrobas, as vagens da Alfarrobeira

Dicionário

Sabores da Índia Home