Sabores da Índia - Home

Ananás

Hindu - Ananas
Concani - Ananas, Ânanes, Onoxi
Tamil - Annanshippazham, Annasi

O Ananás é o fruto do Ananaseiro, Ananas comosus (L.) Merr., família das Bromeliaceae, planta originária da América do Sul, de vocação tropical mas cultivada com êxito assinalável nos nossos Açores.
O Ananaseiro é uma planta vivaz, de folhas compridas e espinhosas nos bordos.O fruto é a coalescência de inúmeros frutos, ou ‘olhos’, das brácteas a eles subjacentes e do eixo da inflorescência que a tudo deu origem. É encimado por uma coroa de folhas mais pequenas, que mais parece uma miniatura da própria planta. Rico em sais minerais e vitaminas A, do grupo B, e C.

Ananás em formação

Ananás em formação

Abacaxi é o nome de um grupo de cultivares do Ananaseiro.
Na Índia, o Ananás é cultivado principalmente nos estados de Tamil Nadu, Andhra Pradesh - junto à costa -, Assam, Kerala, Karnataka, Bengala,Tripura e Orissa.
Sendo uma planta de nítida vocação tropical, o Ananás foi, no tempo dos transportes difíceis, cultivado com sucesso em vários pontos da Europa.
Le Court, um comerciante holandês, foi o primeiro a cultivar Ananás, em Driehock, perto de Leyde. O Conde de Portland levou a planta para Inglaterra, onde foi cultivada com êxito, por Sir Mathew Decker, a partir de 1702, na zona de Richmond. Na Alemanha, foi Kaltschmidt quem, na região de Breslau, deu início ao cultivo em 1703.
Não admira, pois, que o Ananás fosse presença assídua na mesa de Luís XV, em 1733. Aliás, no século XIX, ainda persistiam diversas culturas da planta em vários locais de França, uma delas com bastante sucesso, em Suresnes, perto de Paris.
O progresso dos transportes – cada vez mais numerosos e velozes . veio permitir o rápido transporte do Ananás desde os países tropicais até à Europa, e as culturas existentes foram progressivamente abandonadas.
Em Portugal, nos Açores, em São Miguel, terá sido José Bensaúde a construir a primeira estufa para cultivo do Ananás, na Rua dos Moinhos de Vento, seguindo-se-lhe António Borges, na Lombadinha dos Cães, e, depois, outros agricultores do Livramento. Em 1873 forma-se a Sociedade de Cultura de Ananases, que erigiu, na Pranchinha, Estrada da Ribeira Grande, 14 estufas, tão grandes para a época que foram baptizadas de “Estufas Monstras”. A cultura do Ananás ainda hoje persiste naquela ilha.

Ananás

 Sabores da Índia - Home























statistics in vBulletin