Sabores da Índia - Home

Enguia

 

As Enguias verdadeiras são exemplares das 16 espécies do género Anguilla, que passam uma parte das suas vidas no mar, e a outra parte nos cursos de água doce dos vários continentes.

Reproduzem-se no mar, a profundidades entre os 400 e os 700 m, transformando-se os ovos em pequenos seres transparentes, semelhantes, na forma, a folhas de árvore.
Levados pelas correntes oceânicas, esses seres minúsculos, onde a cabeça mal se distingue, chegam às águas menos profundas das plataformas continentais. Aí vivem durante 1,5 a 2 anos, atingindo cerca de 8 - 10 cm de comprimento. Adquirem então cor clara e forma cilíndrica, vivendo no fundo.
Depois, rumam a águas costeiras e iniciam a subida dos cursos de água doce. Lá ficam, 6 - 12 anos, os machos, e 9 - 20 anos, as fêmeas, vivendo no fundo, debaixo de pedras, em fendas das rochas, ou na lama. Passam o dia nos seus esconderijos, preferindo alimentar-se, vorazmente, à noite.
Finda a sua estadia em água doce, estão sexualmente maduras, e regressam ao mar, para se reproduzirem em locais pré determinados. Não se alimentam, durante essa viagem.

A costa leste da Índia é frequentada por algumas espécies do género Anguilla, que são mais abundantes no delta do Ganges, na Baía de Bengala e nas Ilhas Andaman. São pescadas entre Setembro e Novembro, e em Abril - Maio.

Em Portugal, o género Anguilla está representada pela espécie Anguilla anguilla (Linnaeus, 1758) - desenho ampliado -, a Enguia Europeia, que se reproduz, no fim do Inverno e durante a Primavera, no Mar dos Sargaços, uma área do Atlântico centrada perto do ponto com as coordenadas 26° Norte de latitude, e 55° Oeste de longitude.

Enguia
Cortesia OAR / National Undersea Research Program (NURP)

Enguia jovem, ainda no mar

 Sabores da Índia - Home























statistics in vBulletin