Sabores da Índia - Home

Pato

Hindu - Hansa, Batakhapu (o pato); Batakha (a pata)

O Pato doméstico é descendente de duas espécies bravas da sub família das Anatinae, família das Anatidae. Uma dessas espécies, Cairina moschata, foi domesticada na Colômbia, e no Peru, por índios, antes da chegada de Cristóvão Colombo; a outra, Anas platyrhyncos, o Pato Real, Adem, Lavanco, ou Pescoço Verde, foi domesticada na China há 2.000 anos, tendo posteriormente sofrido inúmeros cruzamentos e mutações. A última ainda hoje se encontra no estado selvagem na Europa, na maior parte da Ásia setentrional, e no norte da América do Norte, passando o Inverno a sul, no Norte de África, na Índia, e no sul do México.
A criação de Patos acontece, normalmente, em pequena escala, embora nos EUA, na Inglaterra e na Holanda operem grandes criadores.
As raças preferidas variam: na Inglaterra, a Aylesbury é a favorita; nos EUA acarinha-se a Peking White, originária da China; os criadores cujo objectivo é a produção de ovos inclinam-se para as Khaki Campbell e Indian Runner, capazes de porem 300 ovos por ano.
Nos paíeses onde a mão de obra é mais barata, como na Indonésia, por exemplo, a criação faz-se em bandos, que são levados para as montanhas durante a estação mais quente, e trazidos, encosta abaixo, até à planície. Pelo caminho, as aves vão recolhendo o alimento de que precisam, e, não menos importante, vão fazendo exercício físico, dando consistência à carne.

Pata com a sua ninhada

 Sabores da Índia - Home























statistics in vBulletin